20/11/2019

Saque do FGTS: desfazimento é a solução para quem não quer sacar R$ 500!


Desde que foi anunciada a liberação de saque de R$ 500 do FGTS, todos os trabalhadores com conta poupança individual aberta na Caixa até dia 24 de julho de 2019 já têm o valor disponível na poupança, de acordo com informações enviadas pela estatal. Contudo, caso o trabalhador deseje desfazer a operação, deve solicitar até 30 de abril de 2020 o desfazimento do FGTS: e os R$ 500 liberados retornarão à conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Há mais de uma maneira de solicitar o desfazimento do FGTS na Caixa: via aplicativo do Fundo em celulares, através deste site ou pelo telefone 0800 724 2019. “A CAIXA tem até 60 dias para retornar os valores creditados automaticamente para a conta vinculada de FGTS, sem ônus ao trabalhador”, informou a Caixa em nota enviada à Gazeta do Povo. Já trabalhadores que não possuem conta poupança na Caixa retorne à conta não precisam realizar o desfazimento do FGTS: basta não realizar o saque de R$ 500 disponível até 31 de março. Veja mais informações para não correntistas da Caixa e nosso guia de perguntas e respostas sobre o tema.

Fonte: Gazeta do Povo


Compartilhe: