29/07/2020

A Reforma da Previdência acabou com a aposentadoria por tempo de contribuição


A aposentadoria por tempo de contribuição deixa de existir, assim como deixam de ser usados o fator previdenciário e a fórmula 86/96 (continuam valendo apenas para as regras de transição).

Agora, para aposentar, é preciso ter idade mínima e tempo mínimo de contribuição:

  • Idade: 65 anos se homem, e 62 anos se mulher.
  • Tempo de Contribuição: 15 anos.

Obs: Homem que começaram a contribuir para o INSS depois da reforma entrar em vigor (após 13/11/2019) precisarão ter, pelo menos, 20 anos de contribuição.

Exemplo

Pelas regras atuais, o tempo mínimo de contribuição para homens depende de quando eles começaram a contribuir para o INSS.

Um homem que já havia contribuído para o INSS antes de a reforma entrar em vigor, em novembro de 2019, poderá se aposentar com 65 anos de idade e 15 anos de contribuição.

Um menino que fizer a primeira contribuição em 2020 poderá se aposentar com 65 anos de idade, mas precisará ter, pelo menos, 20 anos de contribuição.

O que pode mudar?

Um mudança em discussão no Congresso mantém o mínimo de 15 anos de contribuição para todos os homens, mesmo os que começaram a contribuir para o INSS após a Reforma da Previdência passar a valer.

Fonte: UOL


Compartilhe: