08/04/2019

Previdência, cessão onerosa e IPCA: tudo o que você precisa acompanhar no mercado nesta semana


Tudo que o investidor precisa saber antes de operar nesta semana

São Paulo - Após uma semana positiva no mercado, com os investidores voltando a se animar um pouco mais com a reforma da Previdência, agora o cenário ficará cada vez mais concentrado nos eventos políticos. Para os próximos dias, atenção especial ainda para dados de inflação nos Estados Unidos e por aqui.

Em Brasília, o grande evento da semana será a entrega do parecer do relator da reforma da Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), marcado para terça-feira (9). O presidente da comissão, Felipe Francischini (PSL-PR), já disse que a votação do parecer deve ocorrer em 17 de abril.

Freitas afirmou recentemente que irá aprovar a proposta de forma integral, sem propor mudanças. Será importante o mercado ficar de olho não só se isso irá se concretizar, mas como serão tratadas as emendas, sendo um bom termômetro para o apoio que o governo tem com o texto da nova Previdência.

Em meio a tudo isso, será importante ainda acompanhar a articulação do presidente Jair Bolsonaro, principalmente pelo fato de que toda e qualquer fala dele e de outros integrantes do governo têm tido reflexo no mercado financeiro. E isso só deve aumentar conforme a Previdência ande no Congresso.

Por fim, esta semana deve começar com novidades sobre a possível demissão do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, indicada por Bolsonaro em café da manhã com jornalistas na última sexta-feira.

Rumores recentes apontam que o ex-ministro da pasta Mendonça Filho (DEM-PE) e o senador Izalci Lucas (PSD-DF) são os mais cotados para assumirem o cargo. Esta poderia ser uma sinalização do governo para conseguir apoio dos partidos para a reforma da Previdência.

Agenda de Indicadores

Na agenda doméstica, a semana será mais tranquila, com destaque para a Pesquisa Mensal do Comércio de fevereiro, com expectativa no mercado de um bom resultado na comparação anual.

Enquanto isso, na terça-feira (9), sai o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de março.

Na agenda internacional, destaque para a inflação de março nos Estados Unidos, que segundo os analistas deve apresentar aceleração. Além disso, será divulgada a ata da última reunião do Fome (Federal Open Market Committee), quando, além de manter os juros, o Federal Reserve cortou suas projeções para a taxa de juros este ano.

Por fim, os dados de comércio exterior e inflação na China devem dar alguns indícios sobre o ritmo de crescimento da segunda maior economia do mundo.

Fonte: InfoMoney


Compartilhe: