17/04/2019

Articulação do governo com Previdência é ‘zero’, diz líder do PSDB


Após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), afirmou que a articulação do Palácio do Planalto para a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Previdência é ‘zero’. As declarações foram dadas nesta 3ª feira (16.abr.2019).

Sem dúvida, a falta de articulação política é 1 dos grandes problemas que o governo enfrenta hoje. Dificuldades dentro do seu próprio partido e dificuldades para constituir uma base de apoio. Então, hoje, os partidos estão fazendo esse apoio à previdência, obviamente com os ajustes necessários, porque acreditam, conceitualmente, na importância dela. Mas a articulação política, hoje, devo dizer com toda tranquilidade que é zero, por parte do governo”, afirmou.

Segundo Sampaio, a reunião entre congressistas do partido e Guedes “foi importante porque o PSDB colocou, ao ministro, não só o sentimento conceitual favorável à reforma, como também colocou assuntos que nos afligem dentro da reforma da Previdência”.

Segundo o tucano, a sigla também estuda alterações em alguns itens específicos propostos pela reforma.

São pontos que devemos nos debruçar sobre eles, sem saber, ainda, o teor das alterações, mas questões ligadas à transição, a questão ligada ao envolvimento, nessa reforma, dos Estados e municípios. A questão das aposentadorias rurais, do BPC [Benefício de Prestação Continuada], a questão que envolve, também, aposentadoria por invalidez, pensão por morte. São todos temas caros à sociedade brasileira e nós precisamos de dados para saber quais sugestões de aprimoramento podemos fazer”, disse.

Sampaio também pontuou que, durante o encontro, Guedes assumiu o compromisso de apresentar, na 1ª audiência pública da Comissão Especial, dados que fomentem o debate de trechos abordados pela sigla.

Questionado sobre o posicionamento do PSDB em relação à votação da admissibilidade da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), o líder do partido destacou a importância na celeridade do processo.

A pauta da Previdência é uma pauta importante para o país. Pode ser votada ainda hoje, ou ainda amanhã. O importante é o quanto antes possamos discutir a Previdência na Comissão Especial, que é o local adequado para a discussão do mérito”, completou.

Sampaio também frisou que o PSDB não compõe a base aliada no Congresso, mas quer “colaborar com este governo e ajudar o país“.

Após as reuniões com diferentes bancadas nesta tarde, Paulo Guedes saiu sem falar com a imprensa. O ministro reúne-se, no momento, com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, para discutir a política de preços da Petrobras. Também participa do encontro o presidente da petrolífera, Roberto Castello Branco.

Por Gabriel Ponte

Fonte: Poder360



Compartilhe: