Notícias


16/01/2019

INSS divulga percentuais de reajuste de quem começou a receber benefício em 2018

Os 11,7 milhões de aposentados, pensionistas e titulares de auxílios do INSS que recebem acima do salário mínimo terão mesmo 3,43% de reajuste anual, retroativo a 1º de janeiro. O anúncio foi feito oficialmente pelo INSS no Diário Oficial desta quarta-feira, dia 16. Na mesma portaria, o instituto... leia mais


16/01/2019

INSS corrige valores do salário-família e da renda mínima exigida para auxílio-reclusão

O valor do salário-família pago ao trabalhador com carteira assinada que tem filho de até 14 anos ou inválido de qualquer idade foi corrigido em 3,43% pelo INSS. Para o segurado com remuneração mensal de até R$ 907,77, o valor do benefício passa a ser de R$ 46,54, a partir de 1º de janeiro. Para os... leia mais


15/01/2019

Saiba como pedir seguro-desemprego pela internet; valor do benefício já foi reajustado

O governo federal já reajustou as faixas de cálculo do seguro-desemprego, elevando o valor máximo a ser trabalhador demitido sem justa causa a R$ 1.735,29. Até agora, esse limite era de R$ 1.677,74. Além disso, a quantia mínima a ser paga a quem for desligado pelo empregador vai corresponder,... leia mais


15/01/2019

Equipe econômica estuda capitalização na Previdência apenas para nascidos há poucos anos

Por Marcela AyresBRASÍLIA (Reuters) - A equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro estuda a introdução do sistema de capitalização na Previdência apenas para os nascidos há poucos anos, buscando com isso baratear o custo de transição, disse à Reuters uma fonte a par das discussões na noite da... leia mais


15/01/2019

Parcelas do seguro-desemprego são reajustadas, e valor máximo passa a ser de R$ 1.735,29

As faixas de cálculo do seguro-desemprego foram reajustadas, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado em 2018 — de 3,43% — divulgado pelo IBGE na última sexta-feira (dia 11). Com isso, o valor máximo a ser pago ao trabalhador demitido sem justa causa vai subir para R$... leia mais


15/01/2019

Bolsonaro e outros 141 ex-deputados já podem se aposentar com até R$ 33,7 mil

BRASÍLIA - Em meio à discussões sobre a reforma da Previdência, um grupo de 142 deputados e ex-deputados, entre eles o presidente Jair Bolsonaro, poderá pedir aposentadoria, já a partir do mês que vem, com direito a um benefício de até R$ 33.763 – seis vezes mais que o teto do INSS. No caso de... leia mais


14/01/2019

Saiba por quanto tempo guardar recibos e comprovantes para evitar problemas

Guardar os recibos pode ser importante para se livrar de situações constrangedoras, evitando o novo pagamento de uma cobrança já quitada. Na maioria dos casos, porém, 12 meses podem não bastar. O Procon-RJ recomenda que comprovantes de cartão de crédito, por exemplo, sejam guardados por cinco... leia mais


14/01/2019

Empresas devedoras do FGTS não poderão ter acesso a financiamentos lastreados em recursos públicos

Foi publicada nesta sexta-feira, dia 11, no Diário Oficial da União, uma lei que proíbe as instituições financeiras de realizar operações de financiamento ou conceder dispensa de juros, de multa ou de correção monetária ou qualquer outro benefício, com lastro em recursos públicos ou oriundos do... leia mais


14/01/2019

Entenda por que preços sentidos no bolso de famílias de baixa renda são maiores que inflação divulgada

Na última terça-feira, a universitária Cíntia Felix, de 25 anos, enfrentou uma longa espera numa fila de empregos no Maracanã. Desempregada há dois anos e meio, ela espera encontrar uma vaga para ajudar nas despesas de casa, pagas pela mãe, Dezilda Leandro, com o salário de R$1000. Como as contas... leia mais


14/01/2019

Militares respondem por quase metade do déficit da previdência

RIO - Os militares respondem por quase metade do déficit da previdência da União. Cálculos feitos pelo ex-secretário da previdência e consultor de Orçamento da Câmara dos Deputados Leonardo Rolim mostram que, em 2015, o déficit dos militares era de R$ 32,5 bilhões, ou 44,8% do rombo de R$ 72,5... leia mais